O Brasil precisa de mais Vanusas

Questionada pelo portal Ig sobre o fato de Thammy Miranda, ex-namorada de seu filho, ter-se assumido homossexual, Vanusa dá uma lição de respeito.


iG: Você já foi sogra da Thammy Miranda, que hoje é homossexual assumida e que namorou seu filho, Raphael. Como foi isso?
Vanusa: Eu achava graça, mas não me me metia, nunca me meto no namoro dos outros, cada um faz o que quer. Eu não esperava pela revelação de que ela era homossexual, ninguém esperava, ela era uma menina bem feminina. Mas ela se descobriu. E se é assim que está feliz, é assim que tem que ser. Ela está ótima na novela ‘Salve Jorge’. Quando você assume o que é, o universo conspira a seu favor.

Pode beijar a noiva.

“Os enlaces familiares de qualquer espécie, desde que pautados na afetividade, estabilidade e ostensividade, estão sob as regras do Direito de Família. Sendo assim, onde houver afeto entre duas pessoas, respeito, solidariedade, comunhão de vida, ética familiar, ostensividade e intenção de constituir família, haverá uma união familiar tutelada pelo direito”.

Essas palavras são do juiz da 1ª Vara da Família de Colatina, Salomão Akhnaton Zoroastro Spencer Elesbon. Foi ele quem autorizou o primeiro casamento civil homoafetivo do Espírito Santo, na cidade de Colatina.

Na tarde de quarta-feira, 26 de setembro de 2012, Ediana Calixto (23 anos) e Kamila Roccon (20 anos) trocaram alianças diante de familiares e amigos.

Para ficarem juntas, além de lutarem na justiça, Ediana e Kamila tiveram problemas com as famílias, já que o casamento não era desejado pela família de Kamila.

Para realizadem o sonho de se casarem, as duas inclusive simularam o fim do namoro para poderem levar adiante a luta judicial e, no fim, o amor venceu o preconceito.

E que essa união seja somente a primeira de muitas!

Fonte: G1 Espírito Santo

Governo diz que professores não sabem enfrentar violência contra gays

Essa notícia foi publicada ontem no site da Câmara dos Deputados. Engraçado o Governo Federal, aquele mesmo que vetou a distribuição do kit anti-homofobia fazer essa observação. De acordo com Nadine Borges, representante da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, os professores brasileiros não estão preparados para enfrentar o debate sobre a violência [Leia mais]

Masculino ou feminino?

Em Vitória-ES, a travesti Agatta foi derrotada na justiça em ação na qual pedia indenização por danos morais a um Shopping por ter sido impedida de entrar em um banheiro feminino. Travestis e transexuais femininas, afinal, devem usar que banheiro? Se usarem os masculinos, certamente serão mal olhadas, afinal, muitos “machos” não [leia mais]

Pelo fim do preconceito – casamento homoafetivo já!

Espero que essas cenas se tornem em pouco tempo algo tão trivial quanto apresentado no vídeo. A campanha é australiana, mas vale para todos os países. Pelo direito ao casamento entre pessoas do mesmo sexo. Direitos iguais! Nem mais, nem menos. [Leia mais]

Beijo entre lésbicas na Marinha … dos Estados Unidos

Don’t ask, don’t tell era como era denominada uma política restritiva para os homossexuais e bissexuais que servissem no exército norte-americano. Uma lei federal proíbia qualquer um a “demonstrar propensão ou intenção de se envolver em atos homossexuais” de servir, pois “poderia criar um risco inaceitável para os altos padrões de moral, ordem, disciplina e [Leia mais]