Serra defende união civil de homossexuais


Pelo menos um dos candidatos se posicionou efetivamente a favor da união civil homoafetiva.

Dilma ainda não se posicionou oficialmente. Mas nenhum dos dois assinou carta de compromisso nenhuma sobre o assunto, sendo assim, ainda fico com uma pulguinha atrás da orelha.

Mas como disse meu amigo Pólux em comentário feito nesse blog, quem faz as leis não é o(a) Presidente (a). Ele(a) só tem o poder de vetar ou não. O que realmente importa é a Câmara e o Senado, e pelo levantamento da ABGLT,temos uma maioria de aliados por lá.

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, disse ontem que é a favor da união civil entre pessoas do mesmo sexo, mas no que se refere ao casamento gay cabe às igrejas tomar sua posição.

Questionado sobre a posição de Dilma Roussef (PT) de que pretende assinar uma carta contra o casamento gay, o tucano disse que Dilma "tem lá os problemas dela" e ressaltou que essa é uma questão de componente religioso e, por isso, deve ser tratado pelas igrejas. "Eu acho que a questão do casamento propriamente dita está ligada às igrejas. Agora, a união em torno de direitos civis já existe, inclusive na prática pelo Judiciário. Eu sou a favor para efeito de direito", disse Serra, depois de participar de um encontro com representantes de ONGs de combate à Aids em São Paulo.


Fonte: A Gazeta

Um comentário:

garoto cientista disse...

Olá menina, gostei do texto, concordo, realmente temos de precionar os candidatos, a Dilma, ainda no primeiro turno, deixou claro a opinião dela, casamento, cada igreja que vire como achar melhor, direitos civis são direitos de todos, isso é constitucional.
Quanto ao candidato do PSDB, basta dizer que vai render alguns votinhos e ele apoia tudo, esse vídeo deixa bem claro a coerência do que ele diz!

http://www.youtube.com/watch?v=t3hnesiwlAs&feature=player_embedded

Postar um comentário