Pastora Dilma?


Campanha de Dilma tenta diluir resistência de eleitorado religioso

Fonte: Folha.com

Dona Dilma está tentando ganhar a qualquer custo, nem que isso queira dizer, trair parte de seu eleitorado. Bem, na verdade, poucos candidatos tem tentado se aproximar do eleitorado LGBT. As exceções são o PSDB, que tem o Diversidade Tucana e o O PSOL, que também mostrou-se favorável ao movimento.

Alguém sabe algo sobre o PT ou sobre o PV (Gabeira, meu filho, cadê você?)?

A coordenação da campanha de Dilma Rousseff (PT) mandou imprimir 1 milhão de exemplares do boletim "Ao Povo de Deus", que inclui, em suas oito páginas, a carta em que a candidata declara ser do Congresso a prerrogativa de tratar de temas "como aborto, formação familiar e uniões estáveis", informa o "Painel" da Folha, editado por Renata Lo Prete (íntegra somente para assinantes do jornal e do UOL).

A iniciativa, simultânea à declaração de Lula de que "se Deus está conosco, ninguém está contra a gente", visa diluir a resistência de parcela do eleitorado mais religioso a Dilma e responder a uma ofensiva de internet que descreve a candidata como favorável ao aborto e ao casamento entre homossexuais.

2 comentários:

BigShoes disse...

Espero que, quando eleita, não venha aplicar uma merda dessas. Talvez, no primeiro mandato, tenha medo de por as garrinhas pra for por causa da opressão e críticas, que ela será alvo durante todo o mandato. Mas acho que nos últimos anos, ela deverá sim fazer alguma coisa em relação ao mundo colorido.

Renata J. disse...

Gostaria de acreditar nisso, BigShoes. Mas com esse monte de costura com as bancadas evangélicas... Vai dar trabalho!

Postar um comentário